Biografia — Biography



Alexandre A. R. Costa nasceu em Braga, 1973.

A partir de 1999 desenvolve trabalho no âmbito das artes visuais, como artista mas também enquanto curador e diretor artístico, organizando exposições e fundando projetos e espaços culturais independentes no norte de Portugal. Os seus trabalhos no campo da escultura, instalação, desenho, arte pública, fotografia, vídeo, som, performance e práticas cooperativas, foram expostos em 93 exposições, individualmente ou com outros artistas, como por exemplo, Javier Tutela, Tim Etchells, Edmund Francis, Martin Creed ou Tracey Emin. Apresentou ainda 70 performances até ao momento, entre as quais no RIAP - Rencontre internationale d’art performance, Quebec City e Montreal sob direção de Richard Martel.

O seu trabalho foi apresentado em diversos países como por exemplo na Alemanha, França, Inglaterra, Espanha, Lituânia, Brasil, Canadá e Estados Unidos da América.

Colabora com a Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito dos 50 anos de arte portuguesa (2008) e foi curador de 50 exposições individualmente ou em colaboração, tendo sido por exemplo curador com Tiago Almeida da exposição de vídeo-arte portuguesa TransatlânticaXTranstlântida (2012) no Centro Cultural de São Paulo, Brasil. Nesse mesmo ano o seu trabalho de arte pública ANTI-MONUMENTO À GUERRA - WAR TOY ON MY WAR é nomeado para o International Award for Excellence in Public Art, pela Forecast – Public Art, recebendo no ano seguinte, num evento concertado pela autarquia e a Amnistia Internacional, a distinção da Presidência da República Portuguesa. Recebe a medalha de mérito cultural da cidade de Vila Nova de Famalicão em 2016.

Foi diretor artístico e curador do PROJECTO IMAN – Arte Contemporânea (2005–2011) na CAF, Theatro Circo e CCVF entre outros espaços e instituições. Divulgou e internacionalizou o trabalho de artistas portugueses em quatro países. No Porto, foi membro fundador e codirector artístico do Espaço Artes Múltiplas – Intervenção Artística e Cultural; Projeto programático ARTEMOSFERAS; ArtemosferasDesign e Projeto IN`Side`OUT (2000–2003) estabelecendo-se uma parceria com a Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Na mesma altura funda o coletivo de artes visuais e performance The Fictionary Players, com Jorge F. Santos e Miguel Seabra, que organizam com Hugo Brito os Ateliers Mompilher e o evento artístico anual Sopa de Pedra (2011–pres.). Desde 2018 dirige o CAV – Ciclo de Artes Visuais, na Associação Cultural Elogio Vadio onde desde a sua fundação em 2016 assume o cargo de Presidente da Assembleia Geral. É artista residente, no Porto, da Galeria Serpente - Arte Contemporânea.

Entre 2009 e 2013 recebe a bolsa internacional de investigação da Fundação para a Ciência e Tecnologia que apoia e permite a obtenção do seu Doutoramento, com a distinção Sobresaliente Cum Laude, Facultad de Bellas Artes, Universidad de Vigo, (2016). É desde 2002 docente do ensino superior artístico tendo vindo a ser responsável, por exemplo, pelas cadeiras de escultura, desenho, curadoria, investigação em arte, arte contemporânea, performance, instalação e tecnologias, entre outras. Assume diversos cargos como membro de comissões científicas das licenciaturas de artes plásticas ou gestão cultural, sendo membro da comissão proponente de licenciatura em artes plásticas e tecnologias artísticas (IPVC), coordenador da licenciatura em artes plásticas e multimédia, com direção do Professor Henrique Silva (ESG) ou membro coordenador do Cicriart - Centro Internacional de Criação Artística/ licenciatura em pintura e escultura (ISEIT) com coordenação científica do Escultor José Rodrigues. Atualmente é docente na licenciatura de Artes Visuais da Escola de Arquitetura, Arte e Design, Universidade do Minho; na licenciatura de Arte Multimédia, Instituto Universitário da Maia; em ADH - Arte, Design e Humanidades, I.P.V.C. e membro investigador do CITEI - Centro de Investigação em Tecnologias e Estudos Intermédia.

Como investigador está fundamentalmente envolvido em projetos relacionados com a prática e divulgação da arte, conhecimento e complexidade. Tem colaborado com instituições culturais e projetos independentes, com autores, curadores e investigadores nacionais e internacionais, e viu os seus projetos serem apoiados pelos programas IAC – Instituto de Arte Contemporânea, DGARTES - Direção Geral das Artes, FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia, Ministério do Ambiente, Fundos Municipais para a Cultura, O NOVO NORTE - Programa Operacional Regional do Norte, QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional, Portugal 2007-2013, União Europeia – Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional.

Os seus trabalhos no âmbito das artes visuais, performance, práticas de curadoria ou projetos de direção artística, constam em várias publicações nacionais e internacionais.


Estudos

Licenciatura em Escultura, Faculdade de Belas Artes, Universidade do Porto (1999); Postgraduate Diploma/ Master of Arts, Surrey University - Roehampton, Londres (2003); Curso de doctorado em Bellas Artes (2004) e D.E.A. - Diploma de Estudios Avanzados em Bellas Artes, pelo departmento de Dibujo, Facultad de Bellas Artes, Universidad de Vigo (2005); Reconhecimento, Especialista em Artes Plásticas e Gestão das Artes, IPVC - Instituto Politécnico de Viana do Castelo (2015); Doutoramento em Bellas Artes, com distinção de Sobresaliente Cum Laude, pelo departamento de Escultura, Facultad de Bellas Artes, Universidad de Vigo (2016) com o apoio de uma bolsa de investigação internacional da FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia; Reconhecimento do grau de doutor pela Universidade do Porto (2020).




ALEXANDRE A. R. COSTA was born in Braga, Portugal in 1973.

Since 1999 he has been working in the field of Visual Arts, as an artist, curator and artistic director, organizing exhibitions and developing art projects and independent cultural spaces in the north of Portugal. His works in the field of sculpture, installation, drawing, public art, photography, video and sound have been presented in more than 90 exhibitions individually or with other artists, such as Javier Tudela, Tim Etchells, Edmund Francis, Martin Creed or Tracey Emin. He also has presented 70 performances so far, including at RIAP - Rencontre Internationale d’Art Performance, Quebec City and Montreal under the direction of Richard Martel.

His artwork has been presented in several countries such as the U.K., Germany, France, Spain, Lithuania, Brazil, Canada, and the United States of America.

He collaborated with Calouste Gulbenkian Foundation within the scope of 50 years of Portuguese art, Lisbon, Portugal (2008) and he has curated 50 exhibitions individually or in collaboration, having for example been a curator with Tiago Almeida for the TransatlânticaXTranstlântida Portuguese Video Art Exhibition at Centro Cultural de São Paulo, Brazil (2012).

In the same year, his public artwork ANTI-MONUMENTO À GUERRA - WAR TOY ON MY WAR was nominated for the International Award for Excellence in Public Art, by the Forecast – Public Art, receiving in an event organized by the city council and Amnesty International, the distinction of the Presidency of the Portuguese Republic, in the following year. Receives the medal of cultural merit of the city of Vila Nova de Famalicão in 2016.

He was the artistic director and curator of PROJECTO I.M.A.N. - Arte Contemporânea (2005–2011) at CAF - Casa das Artes, Famalicão, Portugal, Theatro Circo, Braga, Portugal and CCVF - Centro Cultural Vila Flor, Guimarães, Portugal, and other institutions. He has worked for the dissemination and internationalization of the work of Portuguese artists in four countries.

He has extensive work in Porto, Portugal, where he was a founding member and artistic co-director of "Espaço Artes Múltiplas – Intervenção Artística e Cultural"; "ARTEMOSFERAS" programmatic project; "ArtemosferasDesign" and the "IN'Side'OUT" project (2000–2003), establishing a partnership with the Faculdade de Belas Artes, Universidade do Porto, Portugal. At the same time, he founded the collective of visual arts and performance "The Fictionary Players", with Jorge F. Santos and Miguel Seabra, who organize with Hugo Brito the "Ateliers Mompilher" (studio practices) and the annual art event "Sopa de Pedra" (2011 – Present). Since 2018 he manages the "C.A.V. - Ciclo de Artes Visuais", at the Cultural Association Elogio Vadio where, since its foundation in 2016, he has assumed the position of President of the General Assembly. He is a resident artist, in Porto, of Galeria Serpente - Arte Contemporânea.

Between 2009 and 2013 he has received an international research grant from FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia. Since 2002 he is a teacher in the artistic higher education and has been responsible for units, for example, of sculpture, drawing, curatorial practices, research in art, contemporary art, performance, installation and technologies. He assumes several positions as a member of scientific commissions in fine arts or cultural management degrees, being member of committees that worked on the undergraduate degree degree in fine arts proposal (IPVC); coordinator of the degree in fine arts and multimedia with the direction Professor Henrique Silva (ESG) or as coordinator member of Cicriart - Centro Internacional de Criação Artística/ degree in painting and sculpture (ISEIT). He is currently a professor in the Visual Arts degree at the School of Architecture, Art and Design, University of Minho, in the Multimedia Art degree, University Institute of Maia, in ADH - Art, Design and Humanities, I.P.V.C. and research member of CITEI - Center for Research in Technologies and Intermedia Studies. As a researcher, he is involved in projects related to the practice and dissemination of art, knowledge, and complexity.

He has been collaborating with cultural institutions and independent projects, with national and international authors, curators and researchers, and saw his projects being supported by IAC – Instituto de Arte Contemporânea, DGARTES - Direção Geral das Artes, FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia, Ministério do Ambiente, Fundos Municipais para a Cultura, O NOVO NORTE - Programa Operacional Regional do Norte, QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional, Portugal 2007-2013, União Europeia – Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional.

His visual and performance artworks, curatorial practices, and artistic direction projects are featured in several national and international publications. He also has wide participation in conferences and has publications and critical reviews presented in national and international exhibition catalogues, magazines and books.

Studies

Fine Arts degree in Sculpture, Faculdade de Belas Artes, Universidade do Porto, Portugal (1999); Postgraduate Diploma/ Master of Arts, Surrey University - Roehampton, London, U.K. (2003); PhD course in Fine Arts (2004) and PhD Advanced Studies Diploma in Fine Arts, by the Drawing department, Facultad de Bellas Artes, Universidad de Vigo, Spain (2005); Recognition, Specialist in Fine Arts and Arts Management, IPVC - Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Viana do Castelo, Portugal (2015); PhD in Fine Arts, with distinction, by the Sculpture department, Facultad de Bellas Artes, Universidad de Vigo, Spain (2016) with the support of FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia international research grant; Recognition of the doctoral degree by the University of Porto (2020).



© Alexandre A. R. Costa