Alexandre A. R. Costa

Investigação em Arte 

CIÊNCIA VITAE CIÊNCIA ID 2A10-2722-822E
ORCID 0000-0001-6241-8937

Membro Investigador | i2ADS, Instituto de Arte, Design e Sociedade, Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Portugal. Pós-Doutoramento.

Membro Investigador | CITEI - Centro de Investigação em Tecnologias e Estudos Intermédia, sob coordenação da prof. Doutora Inês Guerra Santos, Instituto Universitário da Maia, Portugal (2020-) e CIAC - Centro de Investigação em Arte e Comunicação - UAlg (2021-) Centro de Investigação acreditado pela FCT.

Membro Investigador | Grupo MODO - Modos de Conocimiento Artístico, sob coordenação do Professor Doctor Juan Fernando de Laiglesia, Período de Doutoramento, Departamento de Escultura, Facultad de Bellas Artes de Pontevedra, Universidad de Vigo, Espanha (2008-2016). Investigação do doutoramento apoiada pela F.C.T. - Fundação para a Ciência e Tecnologia (2009-2013) na Facultad de Bellas Artes de Pontevedra, Universidad de Vigo, Espanha.

Membro Investigador | Grupo MODO - Modos de Conocimiento Artístico, sob coordenação do Professor Doctor Juan Fernando de Laiglesia, Período do Curso de Doctorado e D.E.A., Departamento de Dibujo, Facultad de Bellas Artes de Pontevedra, Universidad de Vigo, Espanha (2003-2005).

Colaborador do grupo de investigação Arte e Estética Contemporáneas, Departamento de História da Arte, Universidade de Santiago de Compostela e a Fundación Rosón – Arte Contemporáneo, Espanha (2008-2013).

Membro Coordenador do CiCriArt – Centro Internacional de Criação Artística, ISEIT - Instituto Superior de Estudos Interculturais e Transdiciplinares. Parcerias estabelecidas com o Teatro Viriato, Instituto Português da Juventude, Museu Grão Vasco, Centro Cultural da Guarda, Museu Arqueológico de Foz Côa, no âmbito de intercâmbio interinstitucional (Atividades da coordenação, Iicenciatura em Pintura e Escultura). Campus Académico e Universitário de Viseu, Instituto Piaget, Portugal (2005-2007).

Membro Investigador | Centre for Art Education And International Research, Master of Arts – Art, Craft and Design Education (Site Specific Art, New Genres in Public Art). University of Surrey, Roehampton, London, United Kingdom (2002-2004).


Áreas de interesse
Escultura – Objeto, Instalação, Assemblagem, Site-Specific, Intervenção, Arte Pública, Tecnologias Artísticas Analógicas e Digitais, Desenho, Mixed Media, Performance, Arte Intermédia, Multimédia, Projetos Culturais, Curadoria, Direção e Programação Artística, História da Arte e da Cultura, Filosofia, Epistemologia e Complexidade.





Alguns dos projetos







Webinar
“Qual a Necessidade da arte e do seu ensino?!”
Dia mundial da arte / 15 de abril / 18h30-22h00.

Organização
Câmara Municipal de Caminha, Investigação em arte – interPARES (Responsável: Alexandre A. R. Costa).

Coordenação e moderação
Alexandre A. R. Costa (Artista e Professor da E.A.A.D. da Universidade do Minho, I.P.V.C., I.S.M.A.I.).

Oradores
Miguel Alves / Presidente da Câmara Municipal de Caminha; 
Juan Fernando de Laiglesia / Artista e Professor da Facultad de Bellas Artes de Pontevedra, Universidad de Vigo. Professor Catedrático Emérito, 1o Decano da Faculdade; 
Ana Carvalho / Artista e Professora do Instituto Universitário da Maia. Diretora da Licenciatura em Arte Multimédia; 
Fernando Rosa Dias / Teórico de arte e Professor da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Diretor da Convocarte – Revista de Ciências da Arte; 
Javier Tudela / Artista e Professor da Facultad de Bellas Artes de Pontevedra, Universidad de Vigo. Vice-Decano da Faculdade; 
Mário Caeiro / Curador e Professor da ESAD.Cr, Instituto Politécnico de Leiria. Diretor de Mestrado em Gestão Cultural; 
Natacha Antão / Artista e Professora da Escola de Arquitetura, Arte e Design da Universidade do Minho. Diretora da Licenciatura em Artes Visuais; 
Rute Rosas / Artista e Professora da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Diretora do Departamento de Artes Plásticas.

Do Comunicado à Imprensa
“O WEBINAR organizado pela Câmara Municipal de Caminha, sob coordenação do artista e professor Alexandre A. R. Costa, promove o debate sobre o tema "Qual a necessidade da arte e do seu ensino?!" através de um painel constituído por alguns dos mais pertinentes intervenientes no âmbito da arte e do ensino superior artístico em Portugal e Espanha. Vivemos tempos complexos e controversos na experiência social, cultural, científica e tecnológica. Este Webinar, centra-se na análise e reflexão das consequências diretas ou indiretas desta experiência na organização do conhecimento e do trabalho, no campo da arte e do processo ensino-aprendizagem. O encontro pretende ser um espaço de liberdade onde se possam levantar as mais diversas questões e pontos de vista, relativos à pertinência do tema, nomeadamente, levantando-se a questão, sobre qual a necessidade da arte e do seu ensino – no passado, no presente e futuro da sociedade humana.”

Notícia disponível aqui


::


Costa. A. A. (2016). La Práctica Artística Contemporánea entre la entropía y la autorregulación. (Tese de doutoramento). Facultad de Bellas Artes da Universidad de Vigo. Pontevedra, Espanha.




::


NESTE UNIVERSO: Um Rumor Simultâneo | Grupo MODO – modos de conocimiento artístico, Facultad de Bellas Artes Pontevedra – Universidad de Vigo, Espanha.
Coordenação geral do Professor Juan Fernando de Laiglesia

Livro | capítulo de livro | exposição | comissariado da exposição






Exposição e publicação científica do Grupo de Investigación MODO – modos de conocimiento artístico, Facultad de Bellas Artes Pontevedra – Universidad de Vigo, Espanha. Centro de Memória – Museu e Arquivo de Vila do Conde (30.11.2013 - 26.01.2014).

23 doutorandos Facultad de Belas Artes Pontevedra – Universidad de Vigo. Artistas/Investigadores: Alexandre A. R. Costa Alba Fandiño, Alejandra Pombo, Antonio Bonome, Armando Pereira, Berta Cáncamo, Carlos Suárez, Carlos Trindade, Carlota Salgado, Eugenia Blanco, Helena Guerreiro, Iria Vázquez, J.Ramón Méndez, Jesús de la Iglesia, Joan Morera, J. F. Santos, Liliana Lista, Lucía Romaní, Marta Bran, Olalla Cortizas, Sara Fuentes, Uxía Fernández, Victor Hugo Costas.

Comissário da Exposição, Membro da Comissão Científica e Organizadora
Alexandre A. R. Costa.

Livro do projeto
| Coordenação geral de Juan Fernando de Laiglesia
Costa, A. A. et al. (2014). Neste Universo: Um Rumor Simultâneo. Vila do Conde: Centro de Memória – Museu e Arquivo Municipal da Câmara Municipal de Vila do Conde e Vicerreitoría de investigação da Universidad de Vigo. ISBN: 978-972-9453-98-4. Depósito Legal: VG 557-2014.

Capítulo do livro do projeto
Costa, A. A. (2014). Neste Universo de Incerteza. In Neste Universo: Um Rumor Simultâneo, 26-36. Vila do Conde: Centro de Memória – Museu e Arquivo Municipal da Câmara Municipal de Vila do Conde e Vicerreitoría de investigação da Universidad de Vigo. ISBN: 978-972-9453-98-4. Depósito Legal: VG 557-2014.


Os projetos foram cofinanciados pelo Centro de Memória – Museu e Arquivo Municipal da Câmara Municipal de Vila do Conde e, Vicerreitoría de investigação da Universidad de Vigo.



::



M.I.N.A. : Manifesto Ibérico sobre la la necesidad del arte
Facultad de Bellas Artes, Grupo MODO e Vicerreitoría de investigação da Universidad de Vigo. 
Coordenação geral do Professor Juan Fernando de Laiglesia

Livro com DVD e apresentação do projeto em encontros internacionais.




Livro com DVD | Coordenação geral de Juan Fernando de Laiglesia.
Costa, A. A. et al. (2014). M.I.N.A. : Manifesto Ibérico sobre la la necesidad del arte. Pontevedra: Servicio de Publicaciones da Universidad de Vigo, Facultad de Bellas Artes, Grupo MODO e Vicerreitoría de investigação da Universidad de Vigo. ISBN: 978-84-8158- 640-4. Depósito Legal: VG 350-2014.

Encontros Internacionais, apresentação do projeto
Costa, A. A. (2013) M.I.N.A. : Manifesto Ibérico del necesidad del arte, Org: Universidad de Valencia. I CONGRESSO DE INVESTIGADORES EM ARTE. EL ARTE NECESARIO. La investigación artística en un contexto de crisis. Asociación Nacional de Investigadores en artes visuales, Universidad de Valencia, España, 10 e 11 julio de 2013.

Costa, A. A. (2013) M.I.N.A. : Manifesto Ibérico del necesidad del arte, Org: Universidad de Autónoma de Ciudad Juárez. SEMINARIOS DE PROCESSOS CREATIVOS 2013. La investigación em Arte y em diseño. Universidad Autónoma de Ciudad Juárez, México, 9 septiembre de 2013.


Os projetos foram cofinanciados pela Vicerreitoría de investigação da Universidad de Vigo, Universidad de Valencia, Universidad Autónoma de Ciudad Juárez.



::



IM-PULSOS CREATIVOS - Canles alternativas de creación contemporánea
Departamento de Historia da Arte da Universidad de Santiago de Compostela, em colaboração com a Facultad de Bellas Artes, Universidad de Vigo, Espanha. Coordenação geral de Lucía Romaní Fernández & Aránzazu Pérez Indaverea.

Livro | Capítulo de livro | Seminário | Comunicação



Livro do projeto | Coordenação de Lucía Romaní Fernández & Aránzazu Pérez Indaverea.
Costa, A. A. et al. (2019) Im-Pulsos Creativos. Rianxo (A Coruña): Editora Axóuxere. Idioma: Espanhol, Inglês, Português, ISBN: 978-84-948553-3-7

“Esta publicación xorde a partir do seminario "Im-pulsos creativos", Centro de Estudos Avanzados, Santiago de Compostela, 27 set. 2013, no marco do proxecto de investigación "Canles alternativas de creación experimental. O Eixo Atlántico, 1975-2010", dirixido polo grupo "Artconte. Arte e Estética contemporánea", do Departamento de Historia da Arte da Universidade de Santiago, en colaboración coa Facultade de Belas Artes da Universidade de Vigo”.

Seminário
Seminário Im-pulsos creativos - Canles alternativas de creación experimental. Org.: Departamento de Historia da Arte, Universidad de Santiago de Compostela (Aránzazu Pérez Indaverea), Facultad de Bellas Artes, Universidad de Vigo (Lucía Romaní Fernández). Centro de Estudios Avanzados, Campus da Universidad de Santiago de Compostela. Função: Membro da Comissão, Orador. O Encontro teve o apoio Universidad de Santiago de Compostela e Facultad de Bellas Artes, Universidad de Vigo. 
(27 set. 2013)

Lucía Romaní Fernández, Aránzazu Pérez Indaverea, Alexandre A. R. Costa, A Artística, ArsGames, Axóuxere Editora, Barbamigos, Desconcierto Cultural, Espazo Extramuros, Für alle Falle, Gato Salvaje, Hábitat Social, La Caja, Liceo Mutante, Maurer United, Sinsalaudio.

Capítulo de livro
Costa, A. A. (2019). Apontamentos desordenados - algumas práticas artísticas de transformação do sistema. In Publicação Im-Pulsos Creativos - Canles alternativas de creación contemporánea. Romaní, L.; Pérez, A. (Eds.) et al. Rianxo (A Coruña): Editora Axóuxere.

Comunicação
Costa, A. A. (2013) Apuntes desordenados: Algunhas prácticas artísticas de transformación do sistema, Org: Lúcia Romaní – Universidad de Vigo / Arantxa Perez – Universidad de Santiago Compostela. Seminário Im-pulsos Creativos - Canles alternativas de creación contemporánea. Centro de Estudios Avanzados, Universidad de Santiago de Compostela.

O projeto foi cofinanciado pela Universidad de Santiago de Compostela e a Facultad de Bellas Artes, Universidad de Vigo.



::



Projeto Utopia & Entropia 

Exposição | catálogo | publicação de artigo em revista científica



__ 




Catálogo
Costa, A. A.; Pereira, J. (2010). Alexandre A. R. Costa – Nice to see you Ms. Hollow!. Catálogo da Exposição. Viana do Castelo: Oficina Cultural, IPVC.

Publicação do artigo
Costa, A. A.; Tudela, J. (2013). Que podes fazer perante o desaparecimento da utopia? e Conversa. In Diálogos com a Arte – revista de arte, cultura e educação, no3, 182-221. Moura, A.; Coquet, E. (Eds.) CESC – Universidade do Minho, ESE – Instituto Politécnico de Viana do Castelo, EBA – Universidade Federal de Minas Gerais.

Exposição
Nice to see you Ms. Hollow!, Instalação, Mixed Media, Alexandre A. R. Costa (2010), Oficina Cultural do IPVC - Instituto Politécnico de Viana do Castelo. Coordenação da Professora Doutora Anabela Moura, Viana do Castelo, Portugal.



::



CONTEXTOS TRASVERSALES: ENCUENTRO ENTRE ARTISTAS Y CIENTÍFICOS, Casa das Campás (8 outubro 2009)
Coordenação de Juan Fernando de Laiglesia
https://juanfernandodelaiglesia.com/2019/12/25/cv/

Comunicação | capítulo de livro



Comunicação
Costa, A. A. (2009, outubro). Apontamentos sobre Utopia, Entropia e Prática Artística. Comunicação apresentada nos CONTEXTOS TRASVERSALES: ENCUENTRO ENTRE ARTISTAS Y CIENTÍFICOS, no âmbito das atividades do Grupo Modo - Modos de Conocimiento Artístico, Facutad de Bellas Artes de Pontevedra. Juan Fernando de Laiglesia, Equipo de investigación Según– PE1 (Org.), Casa das Campas, Pontevedra, Espanha.

Capítulo do livro
Costa, A. A. (2010). Sobre um fantasma vencedor e um desembarque em suspenso! Apontamentos sobre Utopia, Entropia e Prática Artística. In Laiglesia, J. F.; Peredo, G.; Hernández, J. L.; Caeiro, M. R. (Eds.), La Cultura Transversal – Colaboraciones entre arte, ciencia y tecnología, 237-267. Vigo: Xunta de Galicia, Ed. Universidad de Vigo, Equipo de investigación Según– PE1, Servicio de Publicaciones. ISBN: 978-84-8158-472-1. Depósito Legal: PO 102-2010.

Os projetos foram cofinanciados pela Xunta de Galicia e pela Universidad de Vigo através dos programas de apoio europeus, in.ci.te.



::



URBANO CRIAÇÃO INTERFACE: ENCONTRO ESAD.CR. E MUSEU JOSÉ MALHOA (29, 30 abril 2016)

Comunicação | exposição | performance | texto





Comunicação
Costa, A. A. (2016) Da espiral helicoidal de projetos 2000-2015: “Anti-monumento à guerra - War toy on my war. Tema da mesa: A dimensão radical da criação: territórios críticos / Foco: arte e vida urbana, com: Alexandre A. R. Costa, Ana Pérez-Quiroga; Rui Matoso. Mod. Filipe Alarcão. Org: Mário Caeiro e Luisa Arroz. Conferências “Urbano.Criação.Interface”. ESAD, Caldas da Rainha.

SEXTA-FEIRA – ESAD.cr / auditório 2

14:30 Sessão II
Tema: A dimensão radical da criação: territórios críticos / Foco: arte e vida urbana

Ana Pérez-Quiroga Arte
Alexandre A. R. Costa Arte Escola Superior Gallaecia
Rui Matoso Gestão Cultural ULHT
Mod. Filipe Alarcão ESAD.cr

https://urbanocriacaointerface.wordpress.com/programa/

Instalação e Performance 

Da micro-história (I): OMO ou a Cinza pela peneira, Instalação, Alexandre A. R. Costa (2016). Exposição Coletiva Matriz Malhoa - Museu.Arte.Cidade, Museu José Malhoa. Curadoria de Mário Caeiro, Caldas da Rainha, Portugal.

https://urbanocriacaointerface.wordpress.com/artistas/alexandre-a-r-costa/

Organização e apoio: Ministério da Cultura / Direcção Regional de Cultura do Centro
Museu José Malhoa.

Instituto Politécnico de Leiria / Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha
Mestrado de Gestão Cultural da ESAD.cr
Laboratório de Investigação em Design e Artes
Em colaboração com: Universidade Europeia / Unidade de Investigação em Design e Comunicação da Escola Superior de Design, Marketing e Publicidade; Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa; Câmara Municipal de Caldas da Rainha; União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório; Liga dos Amigos do Museu de José Malhoa; Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro; Projecto Travessa da Ermida com o apoio de Junta de Freguesia de N. Sra. do Pópulo; Coto e S. Gregório; Palácio Belmonte; Café Maratona; Mercearia Pena.

Comissão Organizadora / Equipa Curatorial: Carlos Coutinho – Museu José Malhoa [coord.]; Teresa Alves – Universidade de Lisboa / CEG; Mário Caeiro – ESAD.cr / MGC / LIDA; Sónia Gonçalves – Museu José Malhoa; Silvia Rosado – Universidade Europeia / UNIDCOM / IADE-U Levina Valentim.

Cooperação - Apoio ao programa internacional (Conferências): Isabel Capeloa Gil – UCP-FCH / CECC; Agata Wiórko – UCP-FCH / CECC.

Apoio ao programa (Exposição): Pedro Bernardo – Museu Bernardo.



::



SINTOMA #0: MESAS ESFÉRICAS E INTERVENÇÃO.
PERFORMANCE, INVESTIGAÇÃO E EXPERIMENTAÇÃO. FBAUP
(4 maio 2012)

Comunicação | performance | publicação



Comunicação
Costa, A. A. (2012) Do brilho para a sombra e daqui para todos quantos nos possam ver, Org: Rita Castro Neves, Grupo de investigação Sintoma,  Sintoma#0 - 1º International Performance Festival. Aula Magna da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

18h – 21h – Mesa Esférica / Mostrar a Performance – Aula Magna, FBAUP
com:
  • Alexandre A. R. Costa – Do brilho para a sombra e daqui para todos quantos nos possam ver
  • Margarida Chambel e Nuno Oliveira – Epipiderme
  • Albuquerque Mendes, António Melo, António Olaio, Armando Azevedo, Gerardo Burmester e Pedro Tudela – Sobre o “Espectáculo de Variedades Artísticas para uma Escola de Belas Artes” (Grupo Missionário, 1983)Moderação: Rute Rosas

Mesa Esférica | Apresentação

Alexandre A. R. Costa
Duração: 20min | Horário: 18:00-21:00
”(…) A quem podem ser mesmo extraordinariamente imputadas as responsabilidades? – penso no que se suspeita ser trilátero, entupido com pouco, qual terreno de caveiras sem penetração (como se houvesse um “excesso” para isso… pois: só de tiranos…). E no limite – penso na caixa negra (a da falsa informação???) mansa por fora, já foi, foste com ela, também fui… STOP! Não sei como se passará convosco, mas eu prefiro sempre respirar o ar do entardecer com amigos, ao som do In a Silent Way de Miles – com os seus amigos, (tenho uma caixa de cartão vazio aos meus pés e por vezes de baixo do braço). Cá dentro, zona de acontecimentos que não mostra estrelas, bússolas, nem fomenta espanto – evasão da matéria/energia. (…) Uma escassa burra e levo comigo o meu amigo, a minha amiga, o sentimento e a incerteza que brilham sempre rumo à sombra: do brilho para a sombra, em plena sombra com mesmo muita luz, aquela sem ideologia, mas com toda a utopia, transportando a chama, medida de uma outra coisa que não se cartografará NUNCA! (…) O que é ciência, filosofia, arte? Convicção do descerrado, caule que é soco de comportamento, que é o que é e sempre foi, que se conhece também na respiração da matéria, da exalação e depois (se) contribui… (…)”

Fragmentos do texto integral: “Do brilho para a sombra, e comigo vais” de Alexandre A. R. Costa, 2012. – In: (Catálogo/Livro de): Fonseca, André; Cannatá, Dário; Oliveira, José – Evento #1 da Plataforma Pé Direito: Vestígios de um tempo imediatamente antes do fim – Performance – Março 2012.

Performance
“Do arquivo, do devir e da 2a lei (III)”, Alexandre A. R. Costa, 2012. Curador: Rita Castro Neves, Grupo de investigação Sintoma,  Sintoma#0 - 1º International Performance Festival, Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

Publicação
Costa, A. A. (2012). Da Instalação // Ação - Deixei de fumar mas levo comigo um isqueiro
no bolso. Lisboa e Porto: Edição de autor. Apoio: Edifício Transboavista e Sintoma/FBAUP

Do Sintoma
Grupo de investigação, prática artística e experimentação em Performance ou Live Art, que nasceu no início de 2012 no i2ads, Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade e, dentro deste do NAI, Núcleo de Arte e Intermedia, da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP).

O Encontro teve o apoio FBAUP.
https://i2ads.up.pt/sintoma/?cat=8


::


NESTE MOMENTO: cinco por vinte e oito | Grupo MODO – modos de conocimiento artístico, Facultad de Bellas Artes Pontevedra – Universidad de Vigo, Espanha.
Coordenação geral do Professor Juan Fernando de Laiglesia

Livro | capítulo de livro | exposição  




Neste Momento: (proyecto de colaboración entre el grupo de investigación Modos de conocimiento artístico de la Universidad de Vigo -con sede en la facultad de Bellas Artes de Pontevedra- y la Fundación Rac.)


Exposição e publicação científica do Grupo de Investigación MODO – modos de conocimiento artístico, Facultad de Bellas Artes Pontevedra – Universidad de Vigo, Espanha. Fundación RAC.
(17 oct. al 19 dic. de 2014).

28 doutorandos Facultad de Belas Artes Pontevedra – Universidad de Vigo. Artistas/Investigadores: Alba Fandiño, Alejandra Pombo, Alexandre A. R. Costa, Antonio Bonome, Armando Aurélio, Benjamín Torres, Berta Cácamo, Carlos Suárez, Carlos Trindade, Carlota Salgado, Cynthia Gutierrez, Ernesto Neto, Eugenia Blanco, Eva Lootz, Helena Guerreiro, Iría Vázquez, Jesús de la Iglesia, Joan Morera, Jorge Santos, José Manuel Vidal, José Ramón Méndez, Liliana Lista, Lucía Romaní, Marta Bran, Olalla Cortizas, Sofía Táboas, Uxía Piñeiro y Victor – Hugo Costas

Performance e Instalação
A dar água sem caneco – Time is on my (our) side #4, Vídeo-Instalação, Alexandre A. R. Costa (2014). Exposição Coletiva Neste Momento, Fundación Rac. Curadoria de Carlos Rosón & Sara Fuentes, Pontevedra, Espanha.

A dar água sem caneco versão 4: Representação, Performance-Intermédia, Alexandre A. R. Costa (2014). Exposição Coletiva Neste Momento, Fundación Rac. Curadoria de Carlos Rosón & Sara Fuentes, Pontevedra, Espanha.

Fume/Humo, Instalação, Grupo MODO (2014). Exposição Coletiva Neste Momento do Grupo de Investigación Doctoral en Bellas Artes MODO BBAA, Fundación Rac.. Curadoria de Carlos Rosón & Sara Fuentes, Pontevedra, Espanha.

Livro-catálogo do projeto
| Coordenação de Agustín Mora, Carlos Rosón; Sara Fuentes; Coordinação editorial: Marta Bran, Jesus de la Iglesia y Sara Fuentes; Design e gestão editorial: Jesus de la Iglesia y Marta Bran
Costa, A. A. et al. (2015). neste momento: cinco por vinte e oito. Fundación RAC. Pontevedra: Grupo de investigación MODO Facultad de Bellas Artes, Universidad de Vigo. ISBN 978-84-608-1385-9.

Capítulo do livro-catálogo do projeto
Costa, A. A. (2015). O Espaço Zero. In Neste Momento / Livro-catálogo da Exposição. 94, 95. Pontevedra: Fundación RAC e Vicerreitoría de investigação da Universidad de Vigo. ISBN 978-84-608-1385-9.


Os projetos foram cofinanciados pela Fundación RAC e, Vicerreitoría de investigação da Universidad de Vigo.



::






::







PALAVRA e DESENHO
“O Pedro trouxe-me o livro com 7 contos que escreveu, e convidou-me a desenhar sobre os mesmos.”
Encontro entre Pedro Pereira, antropólogo, e Alexandre A. R. Costa, escultor - artista plástico, que estabelecem um diálogo a partir da obra literária “O outro lado da rua”, ligando o mundo da palavra e o mundo do desenho.” Nas fotos (conferência e detalhes de alguns dos desenhos).

Quando: 27 de janeiro de 2022, quinta-feira, 17h.
Onde: Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.
Organização: Centro de Estudos Regional

https://bloguedominho.blogs.sapo.pt/viana-do-castelo-centro-de-estudos-19910823



::



CONFERÊNCIA
Escultura e Entropia: Do Atelier. Da Experiência e Intervenção em Contexto.
Alexandre A. R. Costa

Quando: 10 de março de 2022, 17h.
Onde: Sala Couto Viana, Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.
Organização: Centro de Estudos Regionais no âmbito do XI Ciclo de Estudos - Outros Mundos.

Comunicado:

“No próximo dia 10 de março (quinta-feira), na Sala Couto Viana da Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, pelas 17.00 horas, Alexandre A. R. Costa apresenta a comunicação “Escultura e Entropia: Do Atelier. Da experiência e intervenção em contexto”, onde abordará a sua experiência como artista plástico, remetendo-nos para o mundo do atelier e da relação social com a arte.

A iniciativa integra-se do XI Ciclo de Estudos “Outros Mundos”, organizada pelo Centro de Estudos Regionais, sendo a entrada no evento livre.

Alexandre A. R. Costa, 1973.
Os seus trabalhos em escultura, instalação, desenho, performance, foram expostos desde 1996 em mais de uma centena de exposições, individualmente ou com outros artistas em diversos países: Portugal, Alemanha, França, Inglaterra, Itália, Espanha, Lituânia, Bali, Brasil, Canadá e Estados Unidos da América. Em 2012 é nomeado para o International Award for Excellence in Public Art. Enquanto dinamizador cultural, curador ou diretor artístico, partilha experiências com uma comunidade artística composta, por exemplo por alguns amigos como Miguel Seabra e Jorge F. Santos, organizando exposições e fundando projetos e espaços culturais independentes no Porto: Espaço Artes Múltiplas – Intervenção Artística e Cultural; Projeto programático ARTEMOSFERAS; ArtemosferasDesign; Projeto IN`Side`OUT (2000-2003) estabelecendo-se parceria com a FBAUP; O coletivo com Hugo Brito – The Fictionary Players (2001-) ou os Ateliers Mompilher/Sopa (2011-). Ainda noutros locais e espaços nacionais (CA.F, TC.B, CCVF.G) ou internacionais (Espanha, Brasil, Berlim) funda e organiza o PROJECTO IMAN – Arte Contemporânea (2005-2011) e recentemente o CAV – Ciclo de Artes Visuais (2018-). Projetos autofinanciados ou apoiados com programas nacionais e internacionais.
É doutorado em Belas Artes e professor auxiliar convidado (escultura) na FBAUP entre outras instituições de ensino superior – EAAD/UMinho; UMaia-ISMAI; IPVC.

A direção do Centro de Estudos Regionais.”



::




APRESENTAÇÃO DO LIVRO
“A modos de Selfie: Se pedirmos emprestado o seu coração como forma de divulgação de uma grande obra de arte, provavelmente a pessoa aprovará o uso” Livro de Nuno Oliveira, produzido pela OPÁ Associação no âmbito do projeto Galeria Ana Lama, com apoio da Câmara Municipal de Lisboa e da República Portuguesa - Cultura, Programa Garantir Cultura e DGARTES.

Alexandre A. R. Costa é o primeiro autor a ser entrevistado, um momento com perguntas de Margarida Chambel onde a formalidade de entrevista se funde com o acto performativo.

Quando: 24 de abril de 2022, domingo, 17h30.
Onde: Livraria Térmita, Porto.
Organização: Ateliers Mompilher (no âmbito do evento SOPA DE PEDRA) e Galeria ANA LAMA.



::





“PENSAR EM MODO PERFORMANMANIBJETENHOSZOMBI - Um itinerário desconhecido para chegar a um lugar desconhecido”, Alexandre A. R. Costa, 2022.

Uma expedição artístico-científica, uma performance-comunicação em diálogo e em tempo real com “ESTE MUNDO E O OUTRO. Das patologias sociais até outro lugar” uma palestra do Antropólogo Pedro Pereira, no encerramento do XI Ciclo de Estudos "Outros Mundos". Apoio e Organização: CER Centro de Estudos Regionais. Sala Couto Viana. Biblioteca de Viana do Castelo. Viana do Castelo. (01.06.2022).

Sinopse:

Uma expedição artístico-científica partilhada. Uma performance-comunicação na qual A. R. Costa se compromete com o ato de ouvir atentamente – a comunicação do Antropólogo Pedro Pereira sobre as patologias da sociedade contemporânea – enquanto deixa o pensamento e ação criativa livres para uma construção (reflexão crítica e mordaz expressa plasticamente).

Leva consigo a matéria, suportes e ferramentas do atelier (da escultura, da instalação, do desenho, da assemblagem, da performance) ativando e abrindo esse dispositivo ao público e ao espaço previamente preparado. Um ambiente onde se ouve um género de mantra-manifesto. Ação. Tempo real. Assumido absoluto risco. Corpo, mente presentes, ausentes. O visual-mente, o plástica-mente, o háptica-mente presentes.

Diálogo com a imprevisibilidade do impulso criativo incontrolável-mente zombie – expondo e mapeando a incerteza da condição contemporânea, estimulando a ideia da arte como trabalho capital, crítico e consciente na sociedade.


::




Alexandre A. R. Costa
Comunicação, debate LEPOE (Laboratório de Experimentação de Presumíveis Objetos Estéticos) com Fernando Aguiar (convidado), Alexandre A. R. Costa, Sérgio Nogueira, António Azenha, José Vieira. Festival Internacional de Performance – Line Up Action e Festival de Vídeo, Arte e Performance – FonLab/VideoLab. António Azenha e José Vieira (Org.). Casa da Esquina - Espaço Cultural, Coimbra (06.11.2021).


::



Alexandre A. R. Costa conversa com Xavier Almeida sobre A DIAGONAL DE ALEKHINE de Arthur Larrue.

Este momento acontece a partir da visita à exposição de mesmo nome patente no espaço ARMAZÉM FUNDO na cidade do Porto a 21 de junho de 2022. A exposição reúne trabalhos visuais de Xavier Almeida sobre o livro de Arthur Larrue.

Ficha técnica
Organização e coordenação: Alexandre A. R. Costa.
Artista entrevistado: Xavier Almeida.
Captura de imagem: Carla Oliveira.
Edição: A. R. Costa.
Apoio: Armazém Fundo – Espaço Cultural, e Livraria Térmita, Porto.
Publicação: Recurso online, disponível online em: https://www.youtube.com/watch?v=gSSb8vSuP9U

(Porto, 21-06-2022)


::



E foi assim..

À conversa com os colegas de mesa Vítor Pomar, Pedro Saavedra, Catarina Pombo Nabais, no momento “Conhecer a acção que transmuta, o pensamento que viaja” conversa moderada pelo intrépido e sábio Mário Caeiro que nos convenceu para esta Odisseia. Grato Mário, é sempre um prazer estar contigo!

01.10.2022, 17h. EUTOPIA/ edição 0.0 em Óbidos no *Bom Sucesso*, empreendimento com assinatura de Siza Vieira entre outros arquitetos de nome na praça, o local é impactante em vários sentidos...foi neste fim de semana transformado eutopicamente em espaço de intervenção artística com a direção artística de Celeste Afonso.

 

“Esta semana, entre tanta informação que se atropela pelos canais da sua difusão, e no meio da atual vertigem e ritmo de trabalho, compromissos, vida pessoal e familiar, eis que dei conta que algumas ideias (antigas) estavam a insistir em aqui estar presentes hoje, nesta conversa convosco. Estas ideias vieram ter comigo em situações inusitadas, desordenadamente e pareciam querer contribuir de algum modo para esta conversa. Fui apontando cada uma delas enquanto o pensamento se modelava de modo entrópico e velozmente, até perceber a relação (rizomática ou de boa vizinhança, como melhor quiserem entender) entre as “partes” e a emergência de ordem e sentido. (...)”
Excerto do início da intervenção no EUTOPIA, Óbidos, 01.10.2022, Alexandre A. R. Costa.


© Alexandre A. R. Costa